Tendências do varejo

O termo “business intelligence” ou BI (tradução de inteligência de negócios em inglês) foi cunhado por Howard Dresner em 1989, quando ainda era executivo de marketing (logo depois ele se tornou analista e vice-presidente da consultoria de tecnologia da informação americana Gartner). De forma genérica ele descreve “conceitos e métodos para melhorar a tomada das decisões de negócios usando sistemas baseados em fatos de apoio“. No entanto, essa expressão não se tornou popular até o final da década de 1990, quando teve início a era da informação e quando essa inteligência passou a ser indispensável. Mas, então, com que tipo de tecnologia se faz isso?

Através do uso de tecnologias e metodologias de business intelligence pretendemos converter dados em informação para obter conhecimento“, diz Josep Lluís Cano em seu livro “Business Intelligence: competir com informação” (em tradução livre). Já a continuação da definição de BI de acordo com o glossário de termos do Gartner, uma empresa para a qual Dresner é considerado um ícone cultural é: “O BI é um processo interativo que explora e analisa informações estruturadas sobre uma área (geralmente armazenada em um banco de dados ou data warehouse) para descobrir tendências ou padrões, a partir dos quais é possível derivar idéias e tirar conclusões.”

Isso quer dizer que uma coisa é business intelligence ou inteligência empresarial e outra é data warehouse ou banco de dados. De acordo com o Journal of Knowledge Management, Economia e Tecnologia da Informação, a Forrester Research refere-se à preparação e uso de dados como dois segmentos separados, mas estreitamente conectados na arquitetura do business intelligence.

Entre as principais plataformas de business intelligence está o Power BI da Microsoft, que é, juntamente com o Qlik e o Tableau, o melhor posicionado de acordo com o Quadrante Mágico 2018 do Gartner. Através de dados subjacentes, com esta ferramenta é possível preparar relatórios e tomar decisões.

No entanto, esta ferramenta deve ser alimentada com informações prévias. Mas, como coletar essa informação?

Smart Trade

Uma maneira eficiente de fazer isso é com uma plataforma centralizada onde seja possível coletar, armazenar, modificar e recuperar todo tipo de informação gerada pelas transações em uma organização.

Na Marco Marketing chamamos essa plataforma de Smart Trade. Ela contém atividades modeladas para capturar diferentes variáveis que surgem de visitas aos pontos de venda como, por exemplo, vendas, estoque, preços, capacitação individual (seja de produtos ou processos, para o gerente de loja, vendedor ou até mesmo o proprietário), treinamento massivo, ativações de incentivo ou ações especiais nos pontos de contato, feedback dos clientes etc. Por meio da plataforma é possível ainda registrar os produtos dos concorrentes, seus preços e promoções.

Além disso, está disponível também um módulo de fotos que são baixadas para a aplicação web e um mecanismo de alerta em tempo real que mantém os gerentes previamente informados sobre eventos pontuais que exigem tomada de decisão imediata, como, por exemplo, a falta de inventário.

O Smart Trade não é apenas uma ferramenta para inserir informações, mas também, em primeiro lugar, para realizar o monitoramento e controle dos promotores com intuito de checar se estão no ponto de venda. Se eles não marcarem o check-in primeiro, não poderão inserir nenhuma informação. Ela também planifica a agenda e as atividades.

Esta ferramenta pode ser adaptada e utilizada em diferentes segmentos (varejo, finanças, indústria, pesquisas, consumo de massa), com mais de 25 funções para cada tipo de negócio.

Um case de sucesso é a VisaNet Peru. Eles têm cerca de 200 mil visitas em todos os seus pontos de venda a cada ano. Seus executivos costumavam fazer entre 10 e 12 visitas por dia. Após a incorporação do Smart Trade esse número aumentou para algo entre 18 e 20. O salto foi possível graças à velocidade e conveniência com a qual os dados são colocados nesta plataforma, deixando para trás a caneta e o papel. A diferença também é vista no número de pessoas necessárias para a tarefa. Antes a marca precisava de  50 profissionais para realizar as 200 mil visitas por ano. Agora, são necessários apenas 40.

Depois de coletar os dados, o que acontece?

O Smart Trade pode ser integrado ao Power BI, já mencionado acima. A plataforma de coleta passa todas as informações para o repositório do programa de análise. É essencial que aqueles que trabalham com uma plataforma conheçam a outra e vice-versa. No nosso caso, os analistas da Marco são certificados em Power BI para considerar todas as informações necessárias para uma boa tomada de decisão.

Como o Power BI funciona? Ele mostra a informação através de tabelas dinâmicas, barras, gráficos e até mapas, entre outros. “É uma solução para enxergar os padrões evolutivos de venda, para conhecer os fatores que estão distorcendo o resultado ou o que pode ser feito diante da concorrência. Assim, é possível mostrar qualquer tipo de informação que esteja no Smart Trade”, explica Renzo Ibáñez, Gerente de Soluções e Operações da Marco Marketing no Peru.

No caso da VisaNet Peru, os relatórios já estão no Power BI. “Temos no Power BI todas as informações antecipadas diariamente, por área, por cidade, por departamento, por supervisor. Isso nos permite saber, por exemplo, quais áreas estão sendo cobertas e em quais a meta não está sendo alcançada. É um acompanhamento diário e semanal das visitas“, acrescenta o especialista.

As informações coletadas pelo Smart Trade são analisadas com o Power BI para desenhar estratégias. A inteligência empresarial ou de negócios é um ponto focal para qualquer operação.

Em um mundo tão globalizado quanto o de hoje, as empresas que não possuem as informações necessárias serão deixadas para trás daquelas que podem tomar decisões com base em dados em tempo real.

Você quer saber mais sobre quais problemas essa solução resolve, como ela funciona, o que ela inclui e outras histórias de sucesso?

Conheça a solução


Escrito por Eduardo Moraga
Me encontre: LinkedIn

ASSINE NOSSO BLOG

* *
*
*
*
*
Lead Source
*Campos Obrigatórios
Enter the Captcha
Reload
Ao enviar este formulário você concorda com a política de seguran